domingo, 30 de junho de 2013

22/06/2013 - Circuito de Corridas Unimed - Etapa Florianópolis

Circuito de Corridas Unimed - Etapa Florianópolis
Resultado
A corrida noturna da Unimed era promessa de um evento diferente das normalmente realizadas em Florianópolis. Além de ser a noite, o seu percurso seria pelas inéditas ruas do centro (pelo menos para mim), incluindo os calçadões.

Minhas pretensões de melhora de tempo ou recorde pessoal para essa prova estavam totalmente fora de cogitações, uma vez que vinha de meses de preparação para a maratona. Portanto me contentaria em fazer o melhor possível nos 10 Km de subidas e descidas pelas ruas do centro de Florianópolis.

Prevendo uma grande quantidade de atletas e escassez de lugares para estacionar, eu, o Enio e a mãe dele fomos bem cedo para tentarmos algum lugar mais próximo da largada. Já era tarde, mesmo chegando mais de uma hora antes. O movimento estava grande e o jeito foi estacionar já quase na beira mar.

Saindo do carro encontramos os amigos Eduardo, Carla e a Maluzinha, vindos de Itajaí. Pelo caminho fomos encontrando mais amigos e foi assim até praticamente a hora da largada. Acredito que a maioria dos amantes do esporte de Florianópolis e região estavam por lá, exceto os atletas que tinham participado de manhã do Desafrio Urubici.

Não consegui aquecer. Estava friozinho e seria bom ter feito isso. A largada para as duas modalidades de distância, 5Km e 10Km foram juntas, com divisões por ritmo. O percurso que tinha aproximadamente 5 Km seria feito em duas voltas para os atletas dos 10 Km, com um pequeno apêndice no final da primeira. A organização também disponibilizou ritmistas com paces diversos para que os corredores tivessem referências.

A noite estava bonita, meio fria, mas sem vento e com uma linda lua cheia para nos presentear com um cenário digno de cartão postal da cidade, junto à cabeceira da ponte Hercílio Luz.

Próximo das 20 horas foi dada a largada, com a participação de mais de 700 atletas entre as duas modalidades de distância. Com a empolgação inicial e a ajuda de uma boa descida fiz o 1Km meio forte. Bom seria se conseguisse sustentar esse ritmo ao longo de todo o percurso. 

Ganhamos os calçadões do centro, passando ao lado do mercado público. O trecho estava bem iluminado, devidamente sinalizado com as placas de quilometragem, e com boa orientação dos staffs. Contornamos a Praça XV de Novembro, passamos em frente a Catedral, e voltamos novamente pelos calçadões. Bem interessante e bem diferente o percurso.

1º Km – 04:04
2º Km - 04:25
3º Km – 04:42
4º Km – 04:40
5º Km – 04:59
6º Km – 04:39
7º Km - 04:53
8º Km – 04:51
9º Km – 04:39
920m – 04:12

O trecho final da 1a volta foi meio puxado, pois tivemos que encarar duas subidinhas na Av. Rio Branco e mais uma no finalzinho. Pra quem estava fazendo 5 Km acabou por ali mesmo, mas quem encarou os 10 Km teve que fazer uma perna a mais, e ainda completar a 2a. volta.

A 2a volta sempre é mais complicada. Nitidamente deu para perceber a queda no meu rendimento. Sinto bastante quando pego trechos com várias subidas. Isso mina as minhas pernas. Preciso melhorar nesse fundamento.

Água mesmo, eu peguei um copo na 1a. e outro na 2a. volta. Nem estava com muita sede. Foi mais pra dar uma molhada na boca. Quando corro sem um objetivo específico acabo relaxando no final da prova, pois não tenho o que buscar. Por isso gosto sempre de colocar uma meta viável. Essa história de correr o melhor possível para mim não funcionou muito. O bom mesmo é traçar uma marca a atingir para dar uma motivação a mais.

Cruzei a linha de chegada após 46min02s. Tempo que considerei bem razoável pelo tipo do percurso. Na chegada ainda tentei dar aquele salto, marca registrada da amiga Marta, mas quase me deu cãibra. Nunca mais !!!

Tomei água, recebi a medalha e quando fui pegar uma fruta pra comer descobri que já tinha acabado. Aliás, parece que terminou bem rápido e não chegou nem a ser distribuído para o pessoal dos 10 Km. Não sei se houve erro de cálculo ou fizeram racionamento de frutas, mas acho que a sua falta no final, principalmente para os atletas dos 10 Km deixou muita gente indignada. Nesse item houve falha.

Assisti a premiação e aos sorteios, conversamos mais um pouco com os amigos que chegavam, e fomos embora em seguida, pois aí o frio já estava aumentando.

Corrida noturna muito boa e bem organizada. Tomara que consigam mantê-la para as próximas edições.
 Estamos chegando (já escuro)
 Acho que todo mundo foi tirar essa foto
 Instantes antes da largada
 Passando pelo mercado público
 Passando pela Catedral de Florianópolis
 Quase chegando
Medalha

Local: Parque da Luz - FLN/SC

Data: 22/06/2013 
Horário: 20:00 Hs 
Distância: 10Km (9,92Km)  

Inscrição: R$ 49   
Kit: Camiseta manga longa, sacola, número de peito e chip.

Tempo: 46min02s
Pace: 4:36 min/Km

Colocação: xx de xxx (categoria 40-44 anos)
Colocação: 54 
de 268 (masculino)
Colocação: 57 de 343 (geral)

sábado, 22 de junho de 2013

16/06/2013 - 30ª Maratona Internacional de Porto Alegre

16/06/2013 - 30a. Maratona Internacional de Porto Alegre
Já tinha abortado a ideia de participar da Maratona Internacional de Porto Alegre. Estava prevista exatamente para o mesmo dia da Meia maratona de Floripa. E minha preferência seria correr por aqui mesmo. Entretanto, graças ao adiamento de uma semana por causa da Copa das Confederações e com o preço das passagens aéreas convidativos (aproximadamente R$ 150,00 ida e volta), resolvi encarar mais esse desafio.

Dizem que é maratona mais rápida por ser praticamente toda plana e o clima também ser ameno nessa época do ano. Fui lá para conferir e dessa forma tentar mais uma vez fazer o almejado sub-4hs.

Combinei de ir junto com o Enio Augusto e posteriormente encontrar com o amigo Zé Carlos e a sua esposa Luciana no hotel, todos já com experiência em maratonas. Dificilmente teria ido sozinho. 

Chegando em Porto Alegre já deu para perceber o nível da organização, disponibilizando transportes do aeroporto para a retirada dos kits e para os hotéis conveniados. Isso também se repetiria para a prova e a volta para casa. Do aeroporto fomos ao local da retirada do kit, que era o mesmo da largada da prova. 

Por lá, aquela sensação de estar em um Estado fora de casa não se fez valer. Muito pelo contrário. Encontramos vários amigos aqui de Santa Catarina: Ana Kátia, Andrei, Gabriela, Anderson, Eduardo Legal, Carla, Maluzinha e o André. Isso também dá uma boa animada. Uma curiosidade do kit é que veio com 2 números, um para colocar no peito e o outro nas costas, com os respectivos nomes. Primeira vez que vejo isso e gostei da ideia.

A noite fizemos aquela refeição reforçada em uma galeteria a base de sopa e massas, para garantir a energia para o dia seguinte. Depois voltamos para o hotel para o descanso pré-maratona.

A largada do pelotão geral da maratona foi às 7h15min. Os participantes da modalidade de 8 Km e do feminino largaram uns 15 minutos antes. Prefiro assim, largar bem cedinho para pegar menos a ação do sol. Se bem que o tempo ajudou, pois estava friozinho, sem vento e com o tempo nublado.

O meu objetivo para a maratona era concluí-la sem sofrer com as cãibras, e com o tempo inferior a 4 horas. Estava muito confiante para isso. A estratégia era fazer os 3 primeiros 10 Km abaixo de 55min, e os últimos 12,195 Km em até 1h10min.

Como a maratona é longa, nem me aqueci antes e larguei um pouco mais para trás. Durante os primeiros 2,5 Km fui correndo junto com o amigo Zé Carlos, ainda me aquecendo, mas tentando não deixar o pace fora da média que deveria estar em torno de 5:40 min/Km.

Já aquecido apertei um pouco o passo para cumprir a primeira parte dos 10 Km. Próximo do 6º Km havia uma tenda com música e apresentação de dança com a palavra "Força", dando uma animada nos atletas. Muito legal. Foi por aí também que comecei a me hidratar. Eram tantos postos de hidratação que estava adotando a prática de um sim, um não. Já no 9º Km tomei o meu 1º gel de carboidrato. Logo em seguida encosta em mim um outro atleta, olho para o lado e descubro que era o meu primo Ossamu, vindo de São Paulo para a maratona. Que boa coincidência. O melhor é que ele seguia no mesmo pace que eu e pudemos ir conversando bastante. Próximo dos 10 Km, novamente apareceu outra tenda com música, e dessa vez com a palavra "Vença". Minha primeira parcial dos 10 Km foi 53min57s. Dentro do previsto.

Segui conversando com o meu primo tentando acompanhá-lo, pois ele estava um pouco mais forte. Com isso o tempo foi passando mais rapidamente e conseguia manter a regularidade dos paces. Tomei o 2º gel por volta do 18º Km. Tudo dentro do planejado. Estava quase vencendo a metade da prova, concluindo o segundo trecho de 10 Km com o tempo de 53min41s, melhor que o primeiro.

Só que a partir daí as pernas já começaram a pesar. Eu queria ver até onde conseguiria levar naquele ritmo. Passei pela meia maratona (21 Km) com aproximadamente 1h53min. Bastante razoável para os meus objetivos. Nesse momento aproveitei para chupar a minha bala de sal. Um pouco mais a frente, meu primo, sentindo um pouco as pernas, foi ficando para trás (próximo do 25ºKm), e eu segui tentando manter o ritmo. Tomei o 3º e último gel no 27ºKm e fechei a terceira etapa de 10 Km em incríveis 53min34s.


1º Km - 05:38
10º Km - 05:19
19º Km - 05:19
28º Km - 05:28
37º Km - 05:39
2º Km - 05:38
11º Km - 05:29
20º Km - 05:18
29º Km - 05:27
38º Km - 05:41
3º Km - 05:29
12º Km - 05:29
21º Km - 05:16
30º Km - 05:27
39º Km - 05:43
4º Km - 05:11
13º Km - 05:29
22º Km - 05:14
31º Km - 05:29
40º Km - 05:45
5º Km - 05:19
14º Km - 05:28
23º Km - 05:16
32º Km - 05:29
41º Km - 05:59
6º Km - 05:13
15º Km - 05:22
24º Km - 05:21
33º Km - 05:33
42º Km - 06:01
7º Km - 05:22
16º Km - 05:14
25º Km - 05:28
34º Km - 05:41
540m - 03:09
8º Km - 05:23
17º Km - 05:10
26º Km - 05:20
35º Km - 05:41

9º Km - 05:25
18º Km - 05:24
27º Km - 05:16
36º Km - 05:38


As três primeiras partes de 10 Km já estavam feitas e devidamente cumpridas. Só faltava completar os pouco mais de 12 Km em 1h10min. E quem disse que seria fácil ?

A tão temida barreira dos 30 Km tinha chegado e eu ainda tinha a lembrança da cãibra que me tirou a possibilidade de brigar pelo sub-4h em Florianópolis e foi bem próximo do 33ºKm, dentro do túnel. Mas tentei não pensar muito nisso e consegui passar a barreira dos 33 Km sem nenhuma fisgada nas pernas.

O cansaço chegava a cada quilômetro e bem rápido. Já estava me hidratando em praticamente todos os postos de água. E estava forte a luta para não deixar o pace subir muito.  É aquela hora que somos levado pelo pensamento, pela sensação de poder vencer o desafio proposto. Até praticamente o 38ºKm consegui segurar no pace médio (5:40 min/Km). Como estava acompanhando o relógio bem de perto veio então uma grande dúvida. Poderia tentar até um sub-3h50. E ficava pensando se valeria a pena ou não. As pernas já estavam totalmente desgastadas e comecei a lembrar da possibilidade de cãibra. Se ela aparecesse estaria tudo perdido, inclusive o sub-4hs, que já estava praticamente assegurado. 

Não estava a fim de nadar, nadar e morrer na praia. Resolvi então concluir da maneira mais segura possível sem correr grandes riscos no final, mas mesmo assim os últimos 2 Km foram exaustivos. Pareciam realmente uma eternidade a essa altura. Satisfação foi ver o portal de chegada, e com o relógio ainda bem longe das 4 horas. Nem arrisquei a dar sprint final. O importante era garantir o sub-4hs. Das 5 maratonas que fiz, essa foi a que eu cruzei a linha de chegada mais inteiro. Tempo líquido final: 3h52min39s. Meu sub-4hs e meu novo recorde mundial pessoal na distância. Muito feliz !!!

Acho que bati um outro recorde também. Em seguida tomei 4 garrafas de gatorades na sequência, tamanha era a sede. Pegamos a linda medalha (acho que é a mais bonita que recebi até hoje), descansamos um pouco e fomos para um merecido almoço.

Os amigos que foram para o desafio estão de parabéns, pois todos se superaram conquistando excelentes resultados: Enio Augusto, José Carlos, Ana Kátia, Eduardo Legal, André, Gabriela, Andrei, meu primo Ossamu e o Jorge.

Essa já faz parte do meu calendário do ano que vem, com previsão de ser em 18/05/2014.
 Enio, Ana Kátia e eu na retirada do Kit
 Uniforme da batalha
 Loucos prontos para a maratona
 Meu primo Ossamu de São Paulo me encontrou no meio da maratona
Ainda inteiro
 Nos quilômetros finais. Tá chegando !!!
Reta final
Vencemos os 42,195Km: meu primo Ossamu, eu, Zé Carlos e o Enio com fome.
Linda medalha !!!

Local: Jockey Club do RS - Hipódromo do Cristal
Data: 16/06/2013 
Horário: 7:15 Hs 
Distância: 42,195Km (42,540Km) 

Inscrição: R$ 112,30
Kit: Sacola, camiseta, barra de cereal, 2 números de peito e chip.    

Tempo: 3h52min39s
Pace: 5:28 min/Km

Colocação: 122 de 217 (categoria 40-44 anos)
Colocação: 654 de 1319 (masculino)
Colocação: 730 de 1589 (geral)

segunda-feira, 17 de junho de 2013

09/06/2013 - Meia maratona de Floripa O2

Meia Maratona de Floripa O2 / SC
Vídeo da chegada

Apesar de ter sido uma semana antes da 30a. Maratona Internacional de Porto Alegre (viabilizada pela mudança de data), essa era a minha maior aposta de Meia maratona no ano para bater o meu recorde pessoal e melhorar o sub 1h40min, conquistado ano passado na mesma corrida, mas bem no limite: 1h39min59s.

Sabia que a minha preparação não estava adequada para essa prova, pois vinha focado em treinos longos e mais lentos para a maratona. Mesmo porque não queria arriscar o meu joelho com treinos mais fortes. Ele ainda continuava com um pouco de dores.

Entretanto, não conseguir melhorar o tempo do ano passado seria um frustração para mim. Esse era o objetivo a ser cumprido.

A Meia maratona de Floripa é para mim a melhor prova aqui de Santa Catarina. Mesmo com os problemas de alteração do percurso em cima da hora, que não permitiu a passagem pelas pontes que ligam a ilha ao continente. A atração ficou sendo a passagem pelo túnel. 

Chegamos ao local da largada bem cedinho, pois com a alteração do local da largada era óbvio que não seria fácil estacionar próximo na beira mar norte. Mesmo chegando com mais de uma hora de antecedência tive que deixar o carro há umas 5 quadras.

A largada prevista para às 7:30 foi pontual. Porém, não foi do agrado da maioria a largada conjunta. Havia as modalidades de 5 Km, 10 Km e meia maratona. Com o afunilamento havia uma grande concentração de atletas. Isso fez com que a largada para alguns demorasse mais de 10 minutos. Até havia marcadores de posições por ritmo, mas digamos que não funcionou muito. 

1º Km – 04:35
6º Km - 04:40
11º Km - 04:40
16º Km - 04:46
21º Km - n/a
2º Km - 04:47
7º Km - 04:40
12º Km - 04:41
17º Km - 04:45
210m    - n/a
3º Km - 04:33
8º Km - 04:47
13º Km - 04:42
18º Km - 04:45

4º Km - 06:25
9º Km - 04:38
14º Km - 04:44
19º Km - 04:42

5º Km - 02:60
10º Km - 04:41
15º Km - 04:48
20º Km - 04:36


Eu consegui me posicionar um pouco mais a frente e não perdi muito tempo para passar pelo portal. Mas em seguida fiquei limitado pelo estreitamento da pista. Para não ficar tão preso tive que cortar por fora. Eu estava buscando meu recorde pessoal nessa prova e segundos poderiam ser decisivos.


A estratégia era tentar manter o ritmo na faixa dos 4:40/Km. Para os primeiros 12 Km isso é razoavelmente tranquilo, mas o duro era manter depois disso.

Consegui me segurar no início e manter um ritmo constante, sempre me orientando e acompanhando pelo relógio. Os tempos do 4º Km e 5º Km estão fora do padrão por causa da passagem pelo túnel (o GPS para de funcionar, mas compensa depois). Então, aproximadamente vale a média dos dois, que daria um pace de 4:33 min/Km. Isso garantiu uns créditos para o final.

Nos quilômetros que se seguiram fomos encontrando muita gente conhecida pelo caminho e alguns amigos que até nos acompanharam. Isso é legal que dá uma animada. De qualquer forma, eu estava concentrado em manter o meu pace. Hidratação, quase não precisei, mas adotava a prática de pegar água/garotade em um posto sim e outro não. 


Tomei o primeiro e único gel próximo do 10º Km. O ritmo foi legal até o 13º Km. A partir daí foi caindo um pouco, mas nada que me deixasse fora do meu objetivo. Estava controlando Km a a Km. Só que a partir do 15º Km, já um pouco desgastado, estava perdendo alguns segundos importantes. 


No final do 18º Km percebi que já estava no limite para não conseguir bater o meu recorde pessoal, mas estava tentando segurar ao máximo. Eis que aparece o amigo Sebastião para me socorrer e fazer pace até o final. Foi essencial essa força nos últimos 2,5 Km. Consegui retomar o ritmo anterior e no finalzinho ainda deu para dar um sprint e cumprir o meu objetivo.


Passei pelo portal com o tempo bruto de 1h40min01s. Juro que tentei não deixar escapar esse 1 segundo. Ainda bem que o tempo líquido tinha dado 1h39min46s, graças a aquele tempo gasto até a passagem pelo portal. Novo recorde mundial pessoal. Muito feliz. E com a grande ajuda do Sebastião Santos que, além de possibilitar esse meu feito, fez vários registros do pessoal na Meia maratona de Floripa. Valeu, Sebastião !!!

Depois foi só alegria, hidratação, fotos e muita confraternização com os amigos. Estava preparado para o sub-4hs na Maratona de Porto Alegre.

 Registro inicial da turma antes da prova
 Na largada, com a Luciana. Presença de amigos de outros estados.
 Largando por fora
 Chegando (by Ana Clara)
 Sprint final para o novo recorde mundial pessoal.
ao lado do amigo Analto
 Gostei da ideia de ser capa de revista
Missão cumprida. 
Novo recorde mundial pessoal na meia-maratona: 1h39min46s

Local: Beira mar Norte - FLN / SC
Data: 09/06/2013 
Horário: 07:30 Hs 
Distância: 21,097 Km (21,220 Km)

Inscrição: R$ 84,30
Kit: Sacola, camiseta, boné, gel, chip descartável e Número do peito    

Tempo: 1h39min46s
Pace: 4:42 min/Km

Colocação: 039 de 0255(aproximado) - categoria 40-44 anos
Colocação: 240 de 1483(aproximado) - masculino
Colocação: 252 de 2028(aproximado) - geral

sábado, 1 de junho de 2013

19/05/2013 - 3ª Meia maratona de Balneário Camboriú / SC

3a. Meia Maratona de Balneário Camboriú / SC
Seguimos para a  meia maratona do ano e a penúltima antes da Maratona de Porto Alegre. Essa não tinha muita esperança de melhorar o tempo e fazer o sub-1h40min, pois havia um morro no meio do caminho, razoavelmente curto, mas intenso.

Graças ao Enio Augusto que foi no dia anterior e retirou o meu kit, pude ir somente no dia da prova. Tá certo que precisei acordar bem cedo, acho que por volta da 4 horas, mas eu prefiro assim em corridas não muito distante da grande Florianópolis.

Chegamos por lá próximo das 6 horas, ainda meio escuro. Estava preocupado com o estacionamento. Tinha lembranças de ter sido um pouco complicado na última edição que largou do Parque Unipraias. O dia estava nublado e com uma chuvinha fininha. Menos mal.

Juntamente com a meia maratona individual e dupla, teve a modalidade de 5 Km, com a largada aproximadamente 10 minutos depois da meia maratona, às 7:30. Acho melhor assim para não atrapalhar os atletas até a dispersão, pois a Av. Atlântica é razoavelmente estreita.

Como não estava na esperança de um recorde pessoal, me posicionei na posição intermediária na largada. Nem por isso ia correr só por correr. Meu objetivo era baixar o tempo do ano passado que foi de 1h43min29s. Não seria muito fácil também.

A estratégia era tentar o pace em torno de 4:40 min/Km. O que não foi muito difícil enquanto corríamos por toda a extensão plana da Av. Atlântica, de ponta a ponta. Foram praticamente 5 Km. Aí apareceu o famoso morro da Rainha, que fiz questão de vencer sem caminhar. Mesmo assim não tem como não ter o ritmo quebrado. 

Após essa primeira pedreira retomei o ritmo novamente em direção a cidade Itajaí. Isso eu consegui até mais ou menos o ponto de retorno e na altura da troca do revezamento. 

1º Km – 04:40
6º Km - 05:07
11º Km - 04:42
16º Km - 04:46
21º Km - 04:50
2º Km - 04:35
7º Km - 05:17
12º Km - 04:47
17º Km - 04:51
180 m   - 00:47
3º Km - 04:37
8º Km - 04:41
13º Km - 04:57
18º Km - 04:53

4º Km - 04:36
9º Km - 04:49
14º Km - 04:51
19º Km - 04:52

5º Km - 04:39
10º Km - 04:45
15º Km - 05:57
20º Km - 04:59


Não sei porque mas em todas as minhas participações dessa meia maratona, após o retorno, a prova ficou bem mais sofrida. É o ponto onde fico imaginando entregar os pontos. Observava a facilidade que os outros atletas passavam por mim. Menos mal que a maioria eram das recentes trocas de dupla. Mas eu ainda tinha um objetivo a cumprir. Tomei o único gel que tinha, pois havia esquecido de comprar, e segui adiante.

Logo apareceria o morro da Rainha novamente, mas aparentemente de uma forma um pouco mais suave, com a subida menos acentuada e mais longa. A essa altura, o pace que já não estava como eu queria, chegou quase a 6 min/Km. Pelo menos também não caminhei.

Passou a parte mais difícil e seriam somente mais 5 Km no plano. Muito bom se não estivesse tão esgotado. E aí que eu fico na dúvida se eu deveria ou não olhar para o relógio. Acho que se tivesse seguido no ritmo às cegas não teria conseguido. Percebi que estava bem no limite de poder melhorar ou não o meu tempo do ano anterior. Não podia deixar escapar mais que 5 seg/Km. E meu final foi em eterna briga com o relógio pra segurar o pace abaixo dos 5 min/Km. Como sempre, cheguei exausto e nem consegui dar aquele sprint final.

Passei o portal de chegada com o tempo líquido de 1h42min59s, e totalmente desorientado. Ia até saindo da arena destinada aos atletas para hidratação, alimentação e massagens. É, não está fácil melhorar os tempos agora. Foram somente 30 segundos, mas é a minha melhor marca nesta que foi a 3a. edição da Meia maratona de Balneário Camboriú.

Agora o desafio do recorde pessoal fica para a Meia maratona de Floripa O2, dia 09/06/2013. Para essa eu não tenho desculpas.


 Percurso da prova
Tempo ainda meio fechado ao fundo
A Ana Clara está sempre presente nas corridas, mesmo de madrugada e com frio. 
Inclusive ajudando a tirar as fotos da galera. Logo estará de volta.
Concentração para a largada
 
Reta Final
 Tempo bruto 1h43min36s. Tempo líquido 1h42min59s

Local: Parque Unipraias - Balneário Camboriú / SC
Data: 19/05/2013 
Horário: 07:30 Hs 
Distância: 21,097 Km (21,180 Km) 

Inscrição: R$ 55,00
Kit: Sacola, camiseta, barra de cereal, revista, chip descartável e Número do peito    

Tempo: 1h42min59s
Pace: 4:52 min/Km

Colocação: 018 de 051 (categoria 40-44 anos)
Colocação: 119 de 352 (masculino)
Colocação: 129 de 424 (geral)